Cuidados a ter com os idosos

técnico de saúde e gereatria

Cuidados a ter com os idosos

Aqui damos algumas dicas de cuidados a ter com os idosos a nível emocional e físico. Sendo que o equilíbrio dos dois é essencial para um envelhecimento ativo e saudável.

Para quem tem a sorte de ter no seu círculo familiar pessoas acima dos 80 anos, tem para além de uma fonte inesgotável de experiência e histórias, tem alguém que necessita de cuidados específicos físicos e emocionais.

Garantir o equilíbrio emocional de um idoso passa por saber como e onde quer envelhecer. Apesar de algumas pessoas estarem de acordo com o internamento num lar. Para outras isso pode ser muito violento e causar depressões que podem levar a um agravamento da saúde em geral.

Conversar sobre as opções é essencial para que o idoso faça parte do processo de escolha. Sendo que as opções são várias e podem passar por, viver sozinho, apoio domiciliário por parte de profissionais, levar o idoso para sua casa ou de familiares ou internamento num lar.

Como saber o que escolher para o idoso

Qualquer uma destas opções é válida e depende da vontade e personalidade do idoso. Ao optar em trazê-lo para sua casa ou passar períodos na casa de cada filho, o idoso pode achar um ótima oportunidade de conviver com toda a família ou pode achar que está a ser despachado de casa em casa.

Se a opção não passar por internamento no lar, é importante ter cuidado com a alimentação, medicação e, mais importante, a ocupação do idoso.

A alimentação deve ser variada, em quantidades equilibradas e várias vezes ao dia. Além disso ter em atenção os problemas de saúde que possam interferir no tipo de alimentação, como por exemplo: hipertesão arterial, colesterol, etc.

A medicação deve ser controlada para garantir a toma correta. O ideal é utilizar as caixas de medicação para separar a medicação a ser feita durante todo o dia. Sempre que o idoso for ao médico deve ir acompanhado para que esteja a par do seu estado de saúde.

A ocupação do idoso é essencial para o seu bem estar emocional, mas deve ser algo que este considere importante, desde ajudar em tarefas domésticas simples a cursos de informática, é importante apresentar-lhe várias opções. Por vezes uma simples conversa onde é pedido um conselho é o suficiente para que se sinta útil.

Casa Segura para Idoso

No caso do idoso querer viver sozinho existem algumas regras básicas que deve seguir para tornar a casa segura. Garantir que a casa é bem iluminada e existem luzes de presença para garantir a visibilidade durante a noite.

Na casa de banho deve colocar barras de apoio para o idoso se poder mover mais facilmente e se sentir seguro.

Os móveis devem possibilitar uma boa mobilidade dentro de casa, caso contrário tente muda-los de sítio ou retira-los. Sempre com a autorização do idoso.

Evite tapetes que possam escorregar ou enrolar, retire-os de toda a casa, ou pode substitui-los por tapetes aderentes.

Na cozinha deve verificar se têm tudo à mão, para evitar que tenham de subir a escadas o bancos. Tente passar tudo para os armários de baixo e parte mais baixa dos armários de cima.

O mesmo deve ser feito nos armário do resto da casa, o que mais utilizam deve ficar ao seu alcance.

Finalmente, ter junto ao telefone os contactos da família, amigos e vizinhos em números grandes para que estejam bem visíveis.

Algumas pessoas não se sentem preparadas para lidar com um idoso em casa. Isto acontece principalmente quando as capacidades físicas se começam a deteriorar. No entanto para lidar com esta situação pode contratar ajuda externa ou fazer um curso de auxiliar de geriatria, onde vai aprender todas as técnicas quer físicas quer psicológicas para lidar com o idoso.

Assim garante um bom fim de vida ao seu familiar e uma consciência tranquila de que fez a sua parte.

Sem comentários de momento